24/09/2008


Cineasta espanhol, Pedro Almodóvar Caballero nasceu a 24 de Setembro de 1949, em Calzada de Calatrava. Nos seus filmes, os códigos cinematográficos fundem-se, relativizando-se e autodenunciando parodicamente as suas convenções sem, porém, deixarem de se cumprir. Daqui resultam objectos capazes de suscitar um desconforto subliminar frequentemente traduzido naquele riso que, segundo Bergson, quando examinado mais de perto, revela uma certa dose de amargura, tal como a espuma do mar. Trata-se, no fundo, de unir o trágico e o cómico, o sexo e a morte para desmascarar as pulsões humanas fundamentais. A paródia e o riso subsequente são apenas mecanismos desse desmascaramento que parte de personagens em crise de identidade em face da sobreposição de imagens que nelas se opera. São geralmente personagens relacionadas com a televisão, o cinema, o teatro ou a literatura, vestidas e rodeadas por cores explosivas que sublinham a risibilidade trágica da sua solidão radicalmente incapaz de fazer coincidir o prazer e o desejo, em filmes como Matador (1986), La Ley Del Deseo (A Lei do Desejo, 1987), Mujeres Al Borde de un Ataque de Nervios (Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos, 1988), Atame! (Ata-me, 1990), Tacones Lejanos (Saltos Altos, 1991), Kika (1993), La Flor Del Mi Secreto ( A Flor do Meu Segredo, 1995) e Carne Trémula (Em Carne Viva, 1997). Em 1988, este cineasta foi reconhecido como a jovem revelação, com o seu filme Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos, nos então estreantes Grandes Prémios do Cinema Europeu 2006, atribuídos pela Academia Europeia de Cinema em Berlim. Onze anos depois, volta a ser distinguido pela Academia com o seu filme Todo Sobre Mi Madre (Tudo Sobre a Minha Mãe, 1999), filme que foi galardoado com o Prémio para o Melhor Filme e que proporcionou à actriz Cecilia Roth, a protagonista, o Prémio para a Melhor Actriz. O filme foi ainda distinguido pela Academia de Hollywood com o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. Almodóvar receberia novo Óscar em 2003, desta vez para o Melhor Argumento Original, por Fala com Ela (Hable con Ella, 2002). Em 2004, realizou La Mala Educación (Má Educação,) e, em 2006, Volver, com Penélope Cruz, Carmen Maura e Lola Dueñas, que venceu várias categorias dos Prémios Europeus de Cinema, o de melhor actriz (Penélope Cruz), o de melhor fotografia, o de melhor banda sonora e o prémio do público.

Tirado daqui
Porque hoje é o seu aniversário e porque sou fã incondicional do trabalho dele. A música é de um grupo que adoro e foi uma das músicas do seu último filme: Volver
Se quiserem descobrir um pouco mais sobre a sua vida e os seus filmes vão aqui

11 comentários:

Patti disse...

Y a mim, lo que me encanta a Chambao!
Ya lo sabes, chica.
E quase ninguém em Portugal conhece, não é? Uma pena, porque a música espanhola é bestial, a muitos níveis.

Não há palavras para descrever aquilo que o Almodóvar faz com as mulheres nos seus filmes.
É simplesmente brilhante a maneira que ele tem de nos entender, elogiar e criticar através das personagens que escolhe.

E os finais que ele imagina? Fenomenais. Surpreende-me sempre.

Feliz cumpleaños Pedro, eres un gautepón, tio!

Ka disse...

Hola guapa :)

Verdad que nadie conoce los Chambao! A mi me encanttan todas sus musicas y empezaré a ponerlas por aqui.

Hablando de Pedro Tu los dijiste todo. A mi me encantan todas sus peliculas e su sensibilidad es extraordinaria.

Besitos

ines disse...

mas será que estou á altura de me intrometer em tal diálogo??? Por supuesto tengo solo lo primeiro curso de español!

Ainda tenho algumas peliculas para ver, mas do que conheço, vocês já hablaram tudo! A musica, vou já ver o que há mais!
beijoooooooooooo

paulofski disse...

Não me apetece "hablar" portunhol. O Xõr Almodóvar é simplesmente fenomenal, e pronto...

"Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos"! Ora aí está um título que retrata bem o meu dia de hoje!!!

Besos

Ka disse...

Ines,

Por supuesto que si guapa :P
Quanto à música pesquisa pois vais gostar.

A mim traz-me muito boas recordações e alguns momentos especiais

beijoss

Ka disse...

Paulofski,

É bem feita...lol
É o resultado de fazeres posts a dizer mal das mulheres :P

Beijinhosss animadores :)

Paula Crespo disse...

Gosto muito. Mas o Volver não achei lá grande coisa... prefiro o "Mulheres..." ou o "Tudo sobre minha mãe". Mas um de que gostei particularmente foi "A flor do meu segredo".
Bjs

Leonor disse...

pues qué no sabia que su cumpleanos, mas a mi me gusta mucho lo Almodovar, me encantan las chicas, las historias, el espanol, por supuesto

é um cinema cheio de actualidade, mordaz, muuuuuito bem feito

beijinhos

Ka disse...

Paula,

Sabes que gostei de todos, acho que têm uma humanidade fantástica e ele consegue dar a perspectiva feminina com uma mestria enorme.

Agora fiquei curiosa com o último que indicas pois não o vi. Terei de pesquisar :)

Beijos

Ka disse...

Hola Leonor,

ha que hablamos/escribimos mui bién él castellano :)

Sabia que te gustaria por la sensibilidad que tienes !

Besos

Luís Galego disse...

um dos realizadores da minha vida....eu acho Ka que tu darias uma boa personagem de um filme dele, tão só porque tens um sentido de humor excelente....sério(lol)