31/05/2007

Lua cheia!


Não resisti a vir aqui outra vez para vos chamar a atenção para a Lua hoje. Já foram á janela, ou ao jardim ver a magnífica lua cheia que está hoje? Não percam pois está mesmo bonita...

Si tu no estás aqui - Rosana Arbelo

Ps - A pedido de várias famílias aqui está o meu post de hoje!

Dos meus tempos por terras de Espanha...

30/05/2007

Morrer de Amor

Morrer de amor
ao pé da tua boca

Desfalecer
à pele
do sorriso

Sufocar
de prazer
com o teu corpo

Trocar tudo por ti
se for preciso.

(Maria Teresa Horta)

porque muita gente não a conhece e porque em poucas palavras descreve o maravilhoso estado de paixão

29/05/2007

Sobre Um Poema

Um poema cresce inseguramente
na confusão da carne,
sobe ainda sem palavras, só ferocidade e gosto,
talvez como sangue
ou sombra de sangue pelos canais do ser.
Fora existe o mundo. Fora, a esplêndida violência
ou os bagos de uva de onde nascem
as raízes minúsculas do sol.
Fora, os corpos genuínos e inalteráveis
do nosso amor,
os rios, a grande paz exterior das coisas,
as folhas dormindo o silêncio,
as sementes à beira do vento,
– a hora teatral da posse.
E o poema cresce tomando tudo em seu regaço.
E já nenhum poder destrói o poema.
Insustentável, único,
invade as órbitas, a face amorfa das paredes,
a miséria dos minutos,
a força sustida das coisas,
a redonda e livre harmonia do mundo.
– Em baixo o instrumento perplexo ignora
a espinha do mistério.
– E o poema faz-se contra o tempo e a carne.
(Herberto Helder)
Porque um poema é como amor...

O que pode acontecer quando não queremos partilhar...

28/05/2007


Não é inglês, nem é loiro de olhos azuis mas precisa da nossa ajuda, que é um mero pormenor na sua busca infindável.

Foi criado um blog sobre o Rui Pedro. Se quiser saber mais ou tiver informações vá aqui


Cuidado com as prendas!!!

Para quem não saiba, o nosso governo arranjou mais uma forma de patrocinar os ordenados chorudos dos seus "boys", e diga-se que puxaram bem pela imaginação....

Agora cada prenda que se dê, se for de valor superior a 500 € ficará sujeita a imposto de selo...sim é mesmo verdade!!!!
Imagine que perde a cabeça e dá um cheque de 501€ a um sobrinho ou afilhado. Terá de pagar um imposto de selo de 10%!!!!
A partir de agora todas as prendas deste valor têm de ser declaradas e só fica livre de imposto de selo se forem dadas por um parente directo (pai/mãe, avô/avó) mas mesmo assim têm de ser declaradas.

A mim esta medida não me afecta directamente uma vez que não tenho nível de vida para dar prendas deste valor, nem imagino (com muita pena minha diga-se) que alguém me dê uma do género. No entanto o princípio é perfeitamente imoral e mais uma vez fizeram tudo há já quase um ano, ou seja pela calada, e nós assistimos impotentes...´
Fico á espera de ver até onde vai a imaginação desta gente...

Porque o que é português é bom...:)

26/05/2007

Avó

Sempre presente...é assim que me lembro
Sempre com um sorriso na cara
sempre com uma palavra de conforto
sempre com uma goluseima ás escondidas
sempre com um petisco
sempre presente
sempre preocupada comigo
sempre o meu porto de abrigo
sempre com um ombro amigo
sempre com um colo disponível
mesmo quando eu tinha um feitio irrascível
sempre com um sumo de manhã
sempre com um leite á noite
sempre alegre e viva
sempre com uma palavra amiga
sempre a viver recordações
sempre a sonhar a vida
até ao fim foi um exemplo
de uma avó amiga

são alguns detalhes que me lembro da minha avó que faria hoje 89 anos.
Querida avó, onde quer que esteja um beijo cheio de saudade...

24/05/2007

Pudesse Eu

Pudesse eu não ter laços nem limites
Ó vida de mil faces transbordantes
Para poder responder aos teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes!

(Sophia de Mello Breyner Andreson)

Porque ...pudesse eu :)

Pare, Escute e Olhe!




Numa experiência inédita, Joshua Bell, um dos mais famosos violinistas do Mundo, tocou incógnito durante 45 minutos, numa estação de metro de Washington, de manhã, em hora de ponta, despertando pouca ou nenhuma atenção.

A iniciativa foi do jornal "Washington Post", com a ideia de lançar um debate sobre arte, beleza e contextos. Ninguém reparou também que o violinista tocava com um Stradivarius de 1713 - que vale 3,5 milhões de dólares! Três dias antes, Bell tinha tocado no Symphony Hall de Boston, onde os melhores lugares custam 100 dólares.

Ali na estação de metro foi ostensivamente ignorado pela maioria, à excepção das crianças, que, inevitavelmente paravam para escutar Bell... Segundo o jornal, isto é um sinal de que todos nascemos com poesia e esta é depois, lentamente, sufocada dentro de todos nós.

"Foi estranho ser ignorado" Bell, que é uma espécie de 'sex symbol' da clássica, vestido de jeans, t-shirt e boné de basebol, interpretou "Chaconne", de Bach, que é, na sua opinião, "uma das maiores peças musicais de sempre, mas também um dos grandes sucessos da história". Executou ainda "Ave Maria", de Schubert, e "Estrellita", de Manuel Ponce - mas a indiferença foi quase total. Esse facto, aparentemente, não impressionou os utentes do metro.

"Foi uma sensação muito estranha ver que as pessoas me ignoravam", disse Bell, habituado ao aplauso. "Num concerto, fico irritado se alguém tosse ou se um telemóvel toca. Mas no metro as minhas expectativas diminuíram. Fiquei agradecido pelo mínimo reconhecimento, mesmo um simples olhar", acrescentou. O sucedido motiva o debate foi este um caso de "pérolas a porcos"? É a beleza um facto objectivo que se pode medir ou tão-só uma opinião? Mark Leitahuse, director da Galeria Nacional de Arte, não sesurpreende: "A arte tem de estar em contexto". E dá um exemplo: "Se tirarmos uma pintura famosa de um museu e a colocarmos num restaurante, ninguém a notará".Para outros, como o escritor John Lane, a experiência indica a "perda da capacidade de se apreciar a beleza". O escritor disse ao "Washington Post" que isto não significa que "as pessoas não tenham a capacidade de compreender a beleza, mas sim que ela deixou de ser relevante".

Foi tirado daqui

É realmente uma tristeza ver que nos deixamos "endurecer" e deixamos de ter a capacidade e apreciar a beleza nas suas difeerentes formas

É hoje!!!


Começam hoje simultaneamente as Feiras do Livro de Lisboa e Porto.

Até ao dia 10 de Junho que gosta de livros e literatura terá oportunidade de poder "tirar a barriga de misérias".


Não querendo parecer nostálgica, tenho algumas saudades dos tempos em que a Feira do Livro do Porto era na Rotunda da Boavista. Tinha um sabor diferente estar ali ao ar livre, apanhando sempre uns pingos de chuva que são hábito durante este certame, a saltar de editora em editora, folheando os livros lentamente, sentindo o seu cheiro misturado com o do jardim...

Era uma maravilha saber que de passagem para qualquer lado, lá ia eu perder-me mais um bocadinho pelo meio das letras e dos títulos, tentando escolher o Livro, aquele que valia a pena levar, por não poder trazer todos os que queria.

Ainda hoje passo por este sufoco pois se fosse a comprar todos os que queria, o meu ordenado não chegaria...

Aliás já ponderei seriamente pedir ao Estado um subsídio cultural, que me permita dedicar-me a cultivar-me, lendo indo ao teatro, a concertos...enfim a todas estas actividades que nos cultivam e elevam a alma, pois se existem subsídios para tudo e mais alguma coisa, este seria concerteza um com boas justificações para ser atribuído! Afinal se temos um problema cultural nada melhor para combatê-lo do que patrocinar quem queira evoluir culturalmente!

23/05/2007

Tenho e não sabia...


Fui surpreendia pela amiga Porca da Vila que me informou que os tinha...ups... e eu não sabia!

Segundo a Porca este é um blog com eles...

E como eu não sou de fazer desfeitas agradeço e cumpro as regras que em 1º Lugar passam por nomear outros 5. Por isso aqui vai:

Outras Notas

Casa de Maio

Pensamentos

Os homens a mula e o pudim

Sonhador em full-time

Consultem aqui o regulamento

Mais uma pérola...

Tenho andado afundada em trabalho pelo que não tenho querido escrever sobre temas importantes. No entanto ouvi hoje mais uma pérola que merece o devido destaque, embora sob pena de por falar no assunto ás tantas arriscar-me a ter o blog censurado ou fechado.

Então não é que agora o "nosso" Ministro da Saúde considera a possibilidade de pôr as crianças menores de 12 anos a pagar????? Eu vinha de carro e até me ia espetando tal foi o meu espanto!

E isto é um governo socialista....imaginem lá se não fosse!

Eu nem tenho uma reacção maior do que este post pois a minha educação não mo permite. Mas se pensam que indo isto para a frente ficarei quieta a ver a caravana a passar estão muito enganados...

Quem se lembra?

Provavelmente não dirão nada às gerações actuais mas quem viveu a juventude durante os anos 80 conhecerá bem os Housemartins, aqui a interpretar o tema Build

Ai que saudades daqueles tempos!!!!

22/05/2007

Notas Musicais

Hoje na Casa da Música a Orchestre Revolutionnaire et Romantique com direcção musical de John Eliot Gardiner e Viktoria Mulova em Violino a interpretar Johannes Brahms.
A não perder!!! (pena que o horário seja ás 19h30, impraticável para quem trabalha).

Hoje é o aniverário de nascimento de Richard Wagner. Nascido a 22 de Maio de 1813 em Leipzig e foi considerado um dos expoentes do romantismo e dos mais influentes compositores de música clássica até hoje. Pena que o seu aniversário passe desapercebido (com excepção da Antena 2 claro).

21/05/2007

O filme

Vejo-me...
vejo-me a celebrar um dia feliz, rio...dou-lhe um abraço, respiro fundo e esboço um sorriso de satisfação!...mas de repente olho-me...mas a felicidade que sinto interrompe.
vejo-me em família, com irmãos e pais, no natal, com as crianças que riem de excitação olhando com ansiedade a àrvore cheia de presentes...gosto de lá estar...mas de repente olho para mim... vendo-me de fora, como se estivesse a ver um filme...falta-me alguma coisa e tento descobrir o que é...mas chamam-me e passa...
Estou triste...estão comigo as pessoas que me são próximas e tentam animar-me... a certa altura porque gosto delas e quero que saibam que as aprecio, digo-lhes que já estou melhor....mas olho novamente para mim...sinto-me só e pergunto-me porquê...olho-me ... mas uma voz amiga diz-me, "afinal fico mais um bocado contigo..sinto que ainda não estás bem"...e não estou, mas quero olhar-me, ver o filme e tentar perceber porquê. Mas sinto a preocupação na sua voz e digo: obrigada amiga, fica...faz-me bem... e despeço-me de mim até uma próxima vez.
Estou numa festa...rodeada de gente a dançar...a divertir-me...mas de repente sinto que não estou ali...e vejo-me novamente... está a passar o filme da minha vida e gostava de tomar parte dele...mas por vezes não dá, parece que por mais que queira não consigo ter mão nos acontecimentos. Olho de longe e vejo que estou a fazer as coisas de uma forma diferente...mas á assim que elas estão a acontecer...quero entrar no filme e participar mas já não dá...já passou o momento que queria mudar.... sinto-me só.
Será que estou sózinha? não...não estou. Estou comigo.

Bom Dia!


- Bom dia, disse ele inteiramente ao céu.
- Bom dia... Bom dia... Bom dia... respondeu o eco.
- Quem és tu? perguntou o principezinho.
- Quem és tu... quem és tu... quem és tu... respondeu o eco.
- Sede meus amigos, eu estou só, disse ele.
- Estou só... estou só... estou só, respondeu o eco.
"Que planeta engraçado! pensou então. É todo seco, pontudo e salgado. E os homens não tem imaginação. Repetem o que a gente diz... No meu planeta eu tinha uma flor: e era sempre ela que falava primeiro".
"O Pequeno Príncipe" - Saint-Exupéry

20/05/2007

Hoje só tenho uma última coisa a dizer:


PPPOOOOOOORRRRTTTOOOO!!!

Por um rosto chego ao teu rosto

Por um rosto chego ao teu rosto,
noutro corpo sei o teu corpo.
Num autocarro, num café me pergunto
porque não falam o que vai
no seu silêncio aqueles cujo olhar
me fala da solidão.
Esqueço-me de mim. Tão quieto
pensando na sua pouca coragem, a minha
sempre adiada. Por um rosto
chegaria o teu rosto, mesmo de um convite
e desenha no ar o hábito
por que andou antes de saíres
do espaço à sua volta. Estás longe,
só assim podes pedir algumas horas
aos meus dias. Sem fixar a voza tua voz
é uma corda, a minha
um fio a partir-se.

(Helder Moura Pereira)

Porque...

(Obrigada Gi , pelo "roubo")

19/05/2007

Porque a música deve acmpanhar os estados de espírito...

e porque realmente os Madredeus têm músicas lindíssimas!

Bom Sábado!

Antonio Vivaldi - Concerto en Do majeur pour Flautino 1/3

Não consegui encontrar o que queria... era Viktoria Mullova a interpretar Vivaldi com Il Giardino Armonico...uma verdadeira delícia!!!

18/05/2007

Ele está quase aí....



Um Excelente fim-de-semana para todos!!!
PS - Aviso já que 2ª feira ou estou muito bem disposta ou muito mal disposta...não haverá mei0 termo..hehe



Dia Internacional do Museu

Desprezados, ignorados seja por quem governa ou por todos nós, os museus são uma fonte de conhecimento que se aguenta estóicamente no meio desta nossa vida acelerada.

Fora o desinteresse geral, pela falta de cultura dominante, os museus não acompanham (e ainda bem) este ritmo de vida acelerado que todos temos. Se entrarem num museu, reparem como parece que o tempo pára...parece que respiramos história...a calma impera para nos dar oportunidade de absorver bem o conhecimento.

Pena que a maior parte das pessoas não queiram ter conhecimento do nosso passado...
Cabe-nos a nós pais, incutir aos nosso filhos o gosto pelo conhecimento, pela cultura, pela história...enfim por tudo o que é português; e hoje é um bom dia para começarmos.

17/05/2007

Muitas vezes estamos á espera "daquele" momento que nunca chega, porque nunca é achamos que nada o é... e nesta busca, vamos perdendo o presente...nem nos apercebemos que "aquele" momento, são todos os pequenos momentos que nos acontecem sem darmos conta, de tão preocupados que estamos á procura do outro...do especial.
Hoje no meio de um dia de loucos tive um "daqueles" momentos...sabem como descobri isso? É simples: senti-me viva!

Aproveitem bem o que a vida vos vai oferecendo! O futuro que estamos sempre á procura, está a acontecer no presente...só temos de ter conciência disso e aproveitar :)

"Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas não vai só, nem nos deixa sós; leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo."

Saint-Exupéry

16/05/2007

Um dia

Um dia, gastos, voltaremos
A viver livres como os animais
E mesmo tão cansados floriremos
Irmãos vivos do mar e dos pinhais.

O vento levará os mil cansaços
Dos gestos agitados irreais
E há-de voltar aos nosso membros lassos
A leve rapidez dos animais.

Só então poderemos caminhar
Através do mistério que se embala
No verde dos pinhais na voz do mar
E em nós germinará a sua fala.

(Sophia de Mello Breyner)

Porque "Um dia" são duas palavfras que me levam sempre a sonhar :)

15/05/2007

Coragem que não acaba...

Li no blog do h.r. uma frase acerca da mãe do Rui Pedro pois afinal já passaram 9 anos e ela continua com uma dor imensa no seu olhar. É verdade o que diz h.r.... mas vendo bem as coisas, esta mãe reagiu muito bem e tem uma força de vida fantástica pois continua a acreditar que vai encontrar o filho.

Ontem no programa prós & contras (que não pude ver até ao fim) reparei na forma decidida e controlada como se expressava. Então no momento em que voltou a fazer um apel pelo filho e olho directamente para a câmara, a sua força arrepiou-me! Olho para o meu filho e nem consigo ter uma pálida ideia do que faria, no entant sei que tentaria ser como ela que, sem qualquer tipo de apoio, perante uma Polícia Judiciária totalmente desorganizada na altura, ela lutou e durante 9 anos tem feito de tudo para tentar encontrar o seu filho.

Um dia encontrei-a no parque da cidade numa marcha pelas crianças maltratadas em que se falou também de crianças desaparecidas, a certa altura pediram-lhe para falar com os presentes (uma tristeza de participações...como sempre em Portugal era apenas umas centenas, quand podiam ter sido uns milhares) Ela ficou de uma calma incrível, tentou ser objectiva, ela sabe que isso é essencial para passar a informação que pretende.

Imaginem agora a dor desta mãe a ver as diferenças de tratamento (umas pelo avançar do tempo, mas a maior parte por ser onde foi e com quem foi) entre o seu caso e este caso mais recente? Ontem os pais ingleses lá apareceram a falar umbocado com a comunicaçã social, eles sabem que é essencial não deixar morrer a história, eles têm a atenção da comunicação social a nível mundia... e sabem-no e não querem desperdiçar este precioso recurso.

A mãe do Rui Pedro, não tinha comunicação social, não veio ninguém com grandes ofertas para o caso de o filho aparecer, teve de fazer e colar cartazes sózinha...e nunca desistiu! E ontem chegou ao ponto de dizer que ao menos o caso do filho dela tenha servido para alertar às mudanças...credo que coragem, sinceramente não sei se conseguiria ter este tipo de postura perante tal diferença de tratamento.

Hoje fica aqui um beijinho para esta mãe em especial, com desejo que volte a encontrar o seu filho.

13/05/2007

Urgentemente

É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer.

(Eugénio de Andrade)

Porque é urgente não esquecermos que estamos vivos e que devemos aproveitar :)

11/05/2007

Açores - Um paraíso Natural


Os Açores são um paraíso para quem ama a natureza. Das formas fantásticas dos lagos e lagoas, às extasiantes vistas sobre o oceano; das profundezas das crateras de antigos vulcões, às paisagens que mantêm a pureza original; da harmonia bucólica à serenidade do silêncio. Com todo o seu explendor verdejante, os Açores são sinónimos de uma experiência inesquecível.

Na altura em que lá estive, perdi-me deliciosamente pela Ilha de S. Miguel, entre as praias e as lagoas, os jardins e as montanhas, respirando ao ar notóriamente puro (nota-se uma diferença inacreditável ao respirar), sentindo os aromas de cada recanto da ilha, vivendo os diferentes climas que nos fazem esquecer que isto é Portugal.

As gentes são simples e simpáticas, vivem a um ritmo diferente do nosso, vivem ao ritmo de quem está esquecido numa ilha mas que não se importa pois aprecia os simples prazeres da vida. A gastronomia é uma saudável perdição, passei uma semana inteira a jantar peixe fresco das mais variadas espécies. Aliás, quem nunca viu, vale a pena uma visita à chegada dos barcos à lota à noite. Garanto-vos que aprendem imenso e se divertem um bocado.
Experimentem caminhadas a pé nas lagoas...dá a sensação que estamos num país tropical, tal é a diversidade de flora e fauna existente.. a beleza é mesmo de cortar a respiração.
Este é o 'meme' - Paraíso Natural que me foi desfiado pela Porca da Vila que me foi possível fazer por estes dias. E agora os nomeados são:
[Um 'meme', termo criado por Richard_Dawkins, corresponde a uma espécie de unidade de informação para ser divulgada entre indivíduos ou entre locais, sejam livros ou blogues, onde possa ser guardada. Em termos funcionais é considerado uma unidade de evolução cultural que pode de alguma forma autopropagar-se. Os 'meme' podem ser ideias ou partes de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser facilmente apreendida e transmitida enquanto unidade autónoma]

Finalmente é 6ª Feira!!!!


O LB atreveu-se a passar-me um 'meme'* e eu resolvi responder visto não ter tema específico. Por isso aqui vai:

A Vida é a nossa maior refeição. Não faças dieta!


Os nomeados são:
Maria
MRC
Outsider

E mais não nomeio que tenho de repartir o mal pelas aldeias. Fica no entanto desde já reservado para o próximo 'meme' (a sair quando eu conseguir fazê-lo) uma nomeação para ti LB :)


[Um 'meme', termo criado por Richard_Dawkins, corresponde a uma espécie de unidade de informação para ser divulgada entre indivíduos ou entre locais, sejam livros ou blogues, onde possa ser guardada. Em termos funcionais é considerado uma unidade de evolução cultural que pode de alguma forma autopropagar-se. Os 'meme' podem ser ideias ou partes de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser facilmente apreendida e transmitida enquanto unidade autónoma]

10/05/2007

Eric Clapton conhece bem a angustia de deixar de ter um filho...

Como não tenho o dom de escrever solidarizo-me através desta música, se bem que tenha esperança que esta criança seja encontrada brevemente.

Vamos Rir?

Quem quer faz a diferença

Por estes dias assisti á atitude dos colaboradores do infantário do meu filho.
O infantário pertence a uma Obra diocesana. Nele andam crianças de todas as classes sociais, nomeadamente crianças de famílias carenciadas. Até aqui nada de novo pois a Segurança Social comparticipa a educação.
O trabalho este infantário é excepcional pois eles trabalham com a consciência de que têm nas mãos crianças que, só ali, terão determinadas experiências.
Esta semana lá houve mais uma actividade para ajudar a patrocinar a viagem de "finalistas" dos miúdos de 5 anos, pois não podendo os pais carenciados pagar o infantário, não terão também como pagar estas actividades extra. E o próprio infantário também não.
E é aqui que entram as pessoas que fazem a diferença.
Durante uma semana as educadoras e auxiliares organizam-se para servirem pequenos almoços a um preço simbólico (baratíssimo para a qualidade dos mesmos) . Estes pequenos almoços são constituídos por sumo, leite, café, bolos vários, etc tudo feito por mães e por elas próprias. Mas o trabalho não acaba aqui: Elas, para poderem fazer isto, estão no infantário ás 07h30 e não saem mais cedo nessses dias... e atendem-nos cheias de alegria, agradecidas quando percebem que queremos participar.
Claro que fiquei contagiada e amanhã toca-me a mim levar um bolo para ajudar.
Este é um excelente exemplo de uma consciência comum, em que tentam que todos os miúdos sejam iguais e tenham as mesmas oportunidades... e com isto não há ricos nem pobres.

09/05/2007

Desilusões

Custa muito sentir uma amizade traída...sentir que a pessoa com quem falamos, em quem confiamos, resolve a seu bel-prazer trair, só porque acha que faz bem, e que pode ajudar.

Ainda por cima se tiver consciência que só a ela lhe foi contado e com ela foi partilhado.
Mas até nas amizades chega o espírito de olhar apenas o próprio umbigo, esquecendo um princípios mais básicos que o Ser Humano devia ter: Lealdade.

E não entro no campo dos relacionamentos, não é disso que falo...falo de confiarmos em alguém que vimos a descobrir que não merece a nossa amizade, por melhor intenção que tenha tido.
Afinal a vida é nossa, os desabafos e segredos são nossos e de mais ninguém...não é necessário que seja um segredo de estado...basta que seja um pormenor...o princípio é o mesmo...a desilusão á grande.

Eu bem tentei...

Mas não resisti a fazer mais uma das minhas reclamações.
Vi ontem mais um programa do António Barreto na Rtp1. Desta vez falava-se sobre Portugal no contexto europeu.. . Portugal país europeu.

No decorrer do programa António Barreto foi dando uma imagem bastante lúcida sobre o nosso país (como o fez aliás em todos os programas desta série) e a certa altura falou de temas fulcrais tais como a saúde e a educação.

Pelo que nos deu a conhecer, no caso da saúde estima-se um desperdício de 25% do orçamento! Não..não me enganei...é mesmo um quarto do orçamento que é totalmente desperdiçado.
Apareceu então um médico de um hospital onde a cirugia (penso que é a unidade de cirugia) tem uma gestão autónoma.. com a respectiva responsabilização. (um pormenor importante, eu reconheci a cara deste médico por ter aparecido á uns meses atrás numa repsotagem onde assumia que encarava a medicina como uma missão e que por isso não exercia privada mas apenas pública)
Dizia este médico que a sua unidade não tem listas de espera e até dá lucro! Ora aqui está um exemplo de como se pode fazer bem e barato.
Deram também o exemplo de um centro de saúde com gestão autónoma que funcionava bem. Os médicos de família deste centro de saúde fazem visitas domiciliárias e visitas hospitalares aos seus utentes caso seja necessário.
E agora pergunto eu...mas poque é que o resto não funciona? Estes dois médicos assumiram que existem condições a nível nacional para termos uma saúde exemplar mas provavelmente existem interesses em que isto não aconteça.
E que fazemos nós? Continuamos sentadinhos no sofá a ver o nosso país a ficar em cacos?
Para mim não obrigada!

Querem vir á praia?

Querem vir dar um passeio e ver um nascer do sol diferente?

Venham.. aproveitem o freco da manhã...inpirem bem e sintam este cheiro a maresia e sintam com o corpo e a alma o som deste mar maravilhoso.

Ficamos logo renovados não é?

Um excelente dia para vocês!!

08/05/2007

Vou dar música...

Para quem não conhece música espanhola...espero que gostem!

La oreja de van gogh - Cuentáme al oido

PS - Obrigado Gi se não fosses tu ainda andava ás aranha a ver como se fazia...hehe

Mais do mesmo...


Segundo o público, Portugal registou a maior quebra de poder de compra dos últimos 22 anos.

Trocado por miúdos isto que dizer que os salários reais dos portugueses caíram 0,9 por cento, ou seja perdemos mais uma vez poder de compra (do pouco que ainda nos resta).

Ou seja, continua quem nos governa enche os bolsos e faz política em benefício próprio, nós assitimos a tudo apenas com uns queixumes habituais, que não passam de conversas de café... e a vida continua...pior mas continua!

Cada vez fico mais irritada ao ver um Estado que nos devia servir a fazer o que bem lhe apetece, e a população sem fazer nada, sem exigir responsabilização de quem nos gfoverna, pelo buraco cada vez mais fundo em que nos encontramos.

Depois então não se queixem! Só se pode queixar quem participa e tenta fazer alguma coisa para mudar o que não está bem.

PS - Vejamos o exemplo francês: 85% de votação...85% de cidadãos votantes que entenderam que o país atravessa um momento crucial e que era sua obrigação participar activamente através do seu voto eleitoral.

07/05/2007

Se tu viesses ver-me

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,

E me prendesses toda nos teus braços...
Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti....

(Florbela Espanca)

descobri hoje melhor Florbela Espanca...

06/05/2007

Dia Mundial do Riso


Sorriam!!!!
Hoje, que é o 1º dia da semana, é um bom dia para sorrirmos.
Que melhor forma há de começar a semana, que não com um grande sorriso?
Nenhuma :)
Uma excelente semana para vocês!

Feliz dia da Mãe

imagem tirada da net

Que todas as mães se possam sentir especiais...como esta tulipa amarela.
Que todas as mães tenham uma presença única na vida dos filhos...uma presença que faça a diferença!
Aproveitem bem pois a vida são dois dias e é para ser bem vivida... e nada melhor do que momentos partilhados com os nossos filhos :)

04/05/2007


Há momentos nas nossas vidas que são únicos e irrepetíveis.


São como as bolas de sabão... temos uma que nos parece perfeita, tão perfeita que por vezes a queremos agarrar,mas não podemos... pois assim que o fizermos ela desaparece. E por mais que tentemos fazer outra igual, nunca o conseguiremos...


Resta-nos ficar com a recordação daquela que achamos ter sido perfeita e não insistir mais no assunto.
imagem tirada da net

Adeus

Como se houvesse uma tempestade
escurecendo os teus cabelos,
ou, se preferes, minha boca nos teus olhos
carregada de flor e dos teus dedos;

como se houvesse uma criança cega
aos tropeções dentro de ti,
eu falei em neve - e tu calavas
a voz onde contigo me perdi.

Como se a noite se viesse e te levasse,
eu era só fome o que sentia;
Digo-te adeus, como se não voltasse
ao país onde teu corpo principia.

Como se houvesse nuvens sobre nuvens
e sobre as nuvens mar perfeito,
ou, se preferes, a tua boca clara
singrando largamente no meu peito.

(Eugénio de Andrade)

porque ás vezes devemos saber partir e deixar partir...


Façam esta careta a quem tentar estragar o início do vosso fim-de-semana!!

Thinking Blogger Award


Comecei o dia hoje a receber uma cortesia do LB do Outras Notas! Agradeço a lembrança e espero, no meio das brincadeiras, conseguir pôr alguém a pensar..hehe


Embora me parecça um bocado injusto nomear 5, pois há muitos mais que gosto, aqui vão os nomes:


Sou o que sou: Eu - Pelos cogitos sempre pertinentes que tem e pela qualidade dos mesmos


Companhia dos filósofos - É sempre bom tratar da espiritualidade e aqui é um bom lugar :)


Quintus- Tem artigos muto interessantes e vou aprendendo coisas extraordinárias...lol


Braganzónia - Pela irreverência dos artigos e pela defesa da sua região e respectivas tradições (ou não fosse do norte...hehe)


Infinito Pessoal - Pela Qualidade e diversidade dos artigos


E pronto, agora os visados têm de pôr a imagem no blog e nomear outros 5.

03/05/2007

Dia Mundial do Sol


Sabiam que visto mais de perto era assim?

Bem... foi desta que aconteceu e fui desafiada pelo Rafeiro. Como é o 1º desafio, vou responder mas não pensem que a moda vai pegar :)

Se eu fosse...
Se eu fosse uma hora do dia, seria fim de tarde.
Se eu fosse um astro, seria uma estrela.
Se eu fosse uma direcção, seria o Este
Se eu fosse um móvel, seria uma cadeira de baloiço
Se eu fosse um liquido, seria água!
Se eu fosse um pecado, seria gula.
Se eu fosse uma pedra, seria um rochedo.
Se eu fosse uma árvore, seria uma jacarandá
Se eu fosse uma fruta, seria um morango
Se eu fosse uma flor, seria um malmequer
Se eu fosse um clima, seria tropical
Se eu fosse um instrumento musical, seria um violino.
Se eu fosse um elemento, seria água
Se eu fosse uma cor, seria azul
Se eu fosse um animal, seria um golfinho (se eles já estivessem extintos seria um pássaro)
Se eu fosse um som, seria o som do mar.
Se eu fosse música, seria ...ah, sei lá... talvez um best off de várias para acompanhar os estados de espírito
Se eu fosse estilo musical, seria... cá está!... estão a ver? era mesmo um best off
Se eu fosse um sentimento, seria liberdade
Se eu fosse um livro, seria Por Amor da India de Catherine Clément.
Se eu fosse uma comida, seria comida indiana.
Se eu fosse um lugar, seria uma praia.
Se eu fosse um gosto, seria salgado.
Se eu fosse um cheiro, seria maresia.
Se eu fosse uma palavra, seria olá!
Se eu fosse um verbo, seria viver.
Se eu fosse um objecto, seria um perfume
Se eu fosse peça de roupa, seria um cachecol.
Se eu fosse parte do corpo, seria os olhos
Se eu fosse expressão facial, seria sorridente.
Se eu fosse personagem de desenho animado, seria a mafaldinha.
Se eu fosse filme, seria A vida é Bela.
Se eu fosse forma, seria redonda.
Se eu fosse número, seria Infinito
Se eu fosse estação, seria verão.
Se eu fosse uma frase, seria "Oito horas de sono bem dormidas e amanhã é outro dia!!!"

E os desafiados são:
Sá Morais do IdeiasFixas
/me do Neo-replasias
Gi do Pequenos Nadas
MRC do "Os homens, a mula e o pudim"
Liliana do "Sou o que sou, eu"

02/05/2007

Banco Alimentar contra a fome


No próximo fim-de-semana o Banco Alimentar contra a Fome vai fazer mais uma Campanha de recolha de Alimentos.


Os Bancos Alimentares Contra a Fome voltam a recolher alimentos no fim-de-semana de 5 e 6 de Maio em 813 estabelecimentos comerciais localizados nas zonas de Lisboa, Porto, Coimbra, Évora, Aveiro, Abrantes, S. Miguel, Setúbal, Cova da Beira, Leiria-Fátima, Oeste, Algarve e Portalegre.


Há também outra formas de participar tais como ser voluntário nos armazéns a fazer separação de alimentos ou então estar nos supermercados a fazer a recolha dos alimentos. No entanto para participar de forma organizada contacte o Banco Alimentar aqui.

As palavras

São como cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.
Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:

barcos ou beijos,
as águas estremecem.
Desamparadas, inocentes,
leves.

Tecidas são de luz
e são a noite.

E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.


Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,

nas suas conchas puras?


(Eugénio de Andrade)

Hoje apeteceu-me...

Eles não servem... eles servem-se!

Segundo li aqui, a maioria dos portugueses não vê necessidade de se fazer um novo aeroporto, e muito menos que este seja localizado na OTA.

Segundo o que me foi ensinado, o povo elege os deputados para que no governo ou nos orgãos de Estado, se vejam representados. Aliás é por isso que existem campanahs eleitorais, em que cada lista ou partido expõe as suas ideias e o povo vota naquele que acha que melhor representará a sua vontade.

Fico agora aqui com uma pequena dúvida: se o que me foi ensinado está correcto, então não percebo mesmo como é que o Governo insiste numa obra, que vai custar milhões ao país (milhões que tanto precisamos para sairmos do buraco em que nos encontramos) se a maioria dos Portugueses não concorda com isto?

É que eu sempre pensei que a coisa funcionava de outra forma...
Sempre pensei que elegiamos pessoas que iam servir o país e não pessoas que se iam servir do país!!!