27/12/2008

Há pessoas que me deixam...

totalmente sem palavras!!
Pois a usá-las seriam de facto bastante agressivas perante tanta estupidez junta.
Como é possível que alguém que abortou voluntariamente fique mais uma vez grávida e o queira fazer de novo! De facto há pessoas para tudo mas estou num estado tal de irritação que quero lá saber quem me achem quadrada, ou retrógrada por defender a vida.
Regozijem-se todos os que contribuíram para a nova Lei do Aborto em Fevereiro do ano passado pois conseguiram ter uma lei que permite aberrações destas. Mandam-se vidas à viola só porque sim. E se querem saber, eu acho que, uma mulher que faça um aborto uma segunda vez deveria ter uma qualquer penalização (nem direi o que me passa pela cabeça para não chocar os mais sensíveis). E para quem não sabe, quem aborta voluntariamente, não só tem o aborto pago como pode ficar de baixa um mês com a dita paga a 100% e nós a pagarmos toda esta irresponsabilidade...


E já agora, não será aqui que alguém encontrará informações que facilitem o aborto portanto façam o favor de não voltar a pôr aqui os pés.

22 comentários:

Miguel disse...

Por defender a vida e ser contra o aborto levei sei lá com quantos mails que tive de mudar de mail para ter paz. Por fim acabei de ter de escrever este artigo:

http://miguelsplates.wordpress.com/2007/02/01/a-questo-do-aborto-e-eu/

C.M. disse...

Os ateus militantes, os "laicos" militantes e a Maçonaria voltaram a ganhar...é ela quem manda actualmente no País, quem "dita" os seus "valores" à sociedade!

Ka disse...

Caro Miguel,

Por acaso tive a sorte de não me ter acontecido o mesmo. Por aqui salvo um caso, não tive grandes problemas e nem sequer tive necessidade de pôr os comentários sujeitos a aprovação.

Em relação à postura das pessoas é uma questão de educação. Podemos divergir mas nunca entrar em agressões ou fundamentalismos.

volte sempre!

Ka disse...

Caro CM,

Benvindo ao BDK!

Muito embora eu seja católica, neste assunto a minha posição existe antes de qualquer crença religiosa ou até política. É uma questão de vida e de respeito pela mesma.

O que mais me choca no meio disto tudo é a desresponsabilização assumida pela sociedade e que permitiu a aprovação desta lei. E aí somos quase todos culpados pois poderíamos ter feito mais alguma coisa. Muitas das pessoas que me rodeiam pura e simplesmente não se quiseram incomodar e nem sequer foram votar, como de certo terá acontecido com pessoas que conhece.

Além de tudo isto é a falta de respeito pela vida humana. Existindo tantos meios contraceptivos como é possível que se fique grávido duas vezes e se aborte? Não consigo compreender.
A quem fala da liberdade da mulher com o seu corpo, apenas digo que a liberdade termina onde começa uma vida.

Volte sempre :)

JúliaML disse...

Menos se entende, Ka, perante os meios contraceptivos à disposição.

Mas o que me transtorna mais o miolo é exactamente o estimulo que fornecem a quem aborta. não me consta haver os mesmos estimulos pra quem quer ter filhos, ou para doenças graves...

Si disse...

É um assunto controverso. Não sou a favor do aborto como método de contracepção, como é evidente, sou contra é o aborto clandestino e a exploração abusiva de situações de fragilidade, que esta lei ajuda a controlar. Tenho, portanto, uma opinião diferente, que exprimi na altura do referendo, através do voto.
Quanto às 'search words' que por aí apareceram, nem sequer merecem qualquer comentário, porque não me entra na cabeça que alguém seja capaz de se submeter a uma decisão tão difícil, de uma forma tão leviana e estúpida.
Beijinhos

Kok disse...

Tens razão no que afirmas, e a estupidez não pode ser a "mãe" de todas as asneiras, deslizes, esquecimentos e acontecimentos.
Mas eu não consigo deixar de pensar que o aborto é "a rama"; a verdadeira questão está mais funda e "vem lá de trás" dos anos onde deveriam ser adquiridos os ensinamentos (pais), a teoria (escola) para que chegado o momento da prática (vida) não houvessem tantas "más notas".
Bem, acho que excedi o tempo!
Despeço-me com respeitosos ósculos até uma outra oportunidade. :)
MU@@@@'s

ps.: adorei o postal-natalício e já respondi. Decerto não encontraste com galos em vez de renas, né?

Gata Verde disse...

Há assuntos que prefiro não opinar...

Vamos falar de coisas boas...Feliz Ano 2009 é o meu desejo para todos nós!
Beijocas

Graça Pimentel disse...

Nem sei que dizer. Sou pela vida sempre, como afirmei no sarrabiscos várias vezes. Mas tudo isto me dói...

Um beijo grande

LeniB disse...

Tudo fruto de mentalidades mesquinhas...
bjs e saudades

Uma voz discordante: disse...

Tal como ficou irritada - não sei bem com o quê, mas espero que não tenha sido apenas pelo facto de alguém ter entrado no seu espaço pela busca no google de "abortar voluntariamente duas vezes seguidas - também eu fiquei irritada ao ler este post. Tão irritada, ao ponto de não conseguir ficar em silêncio. Por isso, aqui vai:
Antes de fazer juízos de valor, com base em tão pouco, devia dar o benefício da dúvida a quem aborta voluntariamente. Julgar sem conhecer as circunstãncias e o contexto em que algumas mulheres abortam, é tão censurável quanto a censura que quis expressar.
Generalizar tout court, sem conceber execepções, é um erra crasso e igualmente censurável.
Por último, e no caso de ter sido o visitante que fez aquela busca a causa da sua indignação, lembrá-la que podem ser muitas ou as mais diversas razões porque procuramos informação na net: a elaboração de um estudo, um trabalho, um seminário, etc. etc.

Ka disse...

Cara Júlia,

Benvinda ao BDK!

o Seu comentário foi certeiro e tocou precisamentenos pontos fundamentais.

Beijinho e volte sempre :)

Ka disse...

Cara Si,

O grande problema é a lei ter feito da excepção uma regra que permite aberrações destas. Enfim...

Beijinho

Ka disse...

Caríssimo Kok,

Não desfazendo todos os comentários anteriores aí está o cerne da questão! Se todo esse trabalho fosse feito devidamente o resultado seria bem distinto não só quer em relação ao aborto como à consci~encia cívica que cada um de nós deve ter perante questões destas.

Beijoca grande

Ka disse...

Gata,

Um 2009 maravilhoso para vocês que merecem :)

Beijinho grande

Ka disse...

Graça,

Pois...é a ti e a mim.

Beijosss

ps - temos de tomar café para pôr conversa em dia :)

Ka disse...

Lenib,

Não sei se serão mesquinhas mas bem diferentes da minha isso são.

Beijo grande e saudadessssssss (tens de cá voltar :P )

Ka disse...

Cara anónima,

Antes de mais é com algum prazer que a vejo aqui comentar pela primeira vez após semanas de visitas diárias ao meu blog, as quais agradeço, e só tenho pena que o faça sob anonimato principalmente para opinar sobre um tema tão sensível como este.

Mas agora vamos às razões da sua irritação:

Começo pelo final dizendo que claro que tenho consciência que a busca poderá ser motivada por uma qualquer razão que não a realização do dito aborto. No entanto e por toda a informação que tenho tido sei que a realização de mais de um aborto é infelizmente prática comum chegando-se a aberrações de 3 abortos num ano e foi isto que me levou a escrever este post.

Diz-me que "Julgar sem conhecer as circunstãncias e o contexto em que algumas mulheres abortam, é tão censurável quanto a censura que quis expressar.
Generalizar tout court, sem conceber execepções, é um erra crasso e igualmente censurável."

Não julgo A ou B mas tenho todo o direito de opinar sobre este assunto que quanto a mim ultrapassa crenças religiosas ou partidárias. É uma questão de vida e de responsabilidade. E aí digo-lhe muito frontalmente que acho uma aberração que se passe por um segundo e terceiro aborto. Mas poderá ler no BDK, aliás já o terá feito concerteza, as minhas opiniões acerca deste assunto.

Quanto a generalizações foi a lei aprovada que generalizou. A lei anterior previa as excepções.
Não me julgue a mim cara anónima . Já tive de dar apoio a uma amiga, muito embora nunca tomasse uma opção igual estive presente e não julguei (mas deixe-me dizer que nela as marcas ficaram...e não foram físicas). E digo-lhe mais, já passei por um, embora por razões médicas e sem bem o que é, falo com total conhecimento de causa. Agora se me fala de pessoas que abortam às 2 e 3 vezes e usam o aborto como meio contraceptivo digo-lhe com toda a frontalidade que julgo sim, acho inacreditável que se matem vidas só porque não se tem uma sexualidade responsável. Principalmente na era em que estamos...a era de informação.
Por último acho inadmissível que um Estado que não apoia verdadeiramente a maternidade, que não apoia casais que têm dificuldade em terem filhos, por outro lado não cobre um aborto que é uma consequência voluntária da acção da própria mulher (todos os casos de violações, e afins já estavam previstos na lei anterior e por isso não contam como justificativo de o aborto ser gratuito).

uma boa noite.

PLATAFORMA ALGARVE PELA VIDA disse...

Infelizmente, estas aberrações já eram de esperar...
É pena que as pessoas sigam as suas vidinhas esquecendo-se que diariamente pelo país fora seres vivos inocentes são assassinados em centros hospitalares onde supostamente se deveria defender a vida.

Margarida Pereira disse...

Não vou manifestar-me a propósito do tema.
Na sequência de um diálogo simpático há minutos, surge o ponto que me causa 'brotoeja': as manifestações de 'anónimos'.
Todos temos direito às nossas opiniões, todos podemos contrapor, discordar, argumentar. Ou calar.
Não devemos (uso 'devemos', note-se) escorder a mão que atira a pedra.
Quem sente necessidade de vir a terreiro, que o faça de cara descoberta, para não induzir em erro. Ou causar dúvidas. Especulações. Sombras.
Este será, talvez, o que mais me incomoda nestes meandros.
As máscaras.
Depois, a incorrecção. Linguística e sentimental.
Mas isso fica com quem a sente e profere.
'Anónimo' é 'nick' de uma das pessoas blogosfericamente mais frontais que conheço.
Só gosto desse.

Zabour disse...

Pois...
Se não te importas não vou opinar sobre o tema, há sempre muito em jogo e eu não sou ninguém para julgar este ou aquele, não me sinto capaz!

Vim apenas para deixar um beijinho de Bom Ano Novo.

Beijokas grandes

Si disse...

Antes que chegue, quero deixar um beijinho grande e os desejos de um novo ano muito feliz. Bom 2009!