14/07/2008

Até ia fazer um post diferente mas


Há coisas que me tiram completamente do sério! Mas o melhor é contar-vos desde o início.

Chegados ao verão lá nos surgiu o habitual problema: onde deixar o Luis na primeira quizena de Agosto, uma vez que o infantário dele se encontra fechado e nós só temos férias na segunda quinzena?

O infantário onde habitualmente ele anda é quanto a mim um dos melhores senão o melhor desta cidade. É construído de raiz para ser infantário, tem um só piso, todas as salas têm grandes porta-janelas que dão para um jardim, as educadoras e auxiliares (pelo menos as que o Luis apanhou até hoje) são muito afectivas, existe um programa pedagógico para todas as idades (não é um simples depósito de criancinhas). Com todas estas características a que nos habituamos, claro que o nosso grau de exigência é elevado mas também temos consciência que são apenas 15 dias em Agosto o que nos leva a dar um desconto aos outros que visitamos.

No ano passado foi umverdadeiro sufoco arranjar um que me aceitasse o Luis pois ele era muito pequeno. Este ano já tinha pensado que, chegado este mês de Julho, o iria inscrever no colégio onde esteve o ano passado. O Luis adaptou-se muito bem, gostou, gostaram dele e só teve o senão de ser um bocadinho caro mas nada de extraordinário. Entretanto liga-me uma amiga que teve de pôr de urgência a filha, que tinha estado até então em casa, num infantário neste ultimo mês. E ligou-me a dizer que o infantário onde tinha posto a filha, tinha acabado de abrir e ia estar aberto durante o mês de Agosto. Sabendo ela da minha aflição o ano passado para arranjar um para o Luis (era muito peqeno e em agosto quase ninguém aceita crianças que não estejam desfraldadas), lembrou-se de me dizer que aquele não só aceitava como também era barato. E lá fui eu ver o infantário toda contente. Confesso que não fiquei muito bem impressionada pois houveram 2 ou 3 pormenores que não me agradaram mas fiquei de pensar no assunto e eles, donos do infantário, ficaram de me dizer quanto seria pelos 15 dias.


Além de o Luis ter ficado doente com uma gastroentrite no dia seguinte a ter lá estado, eles ficaram de me dizer o preço na semana passada e só me ligaram agora, isto para quem abriu as portas de novo e quer fazer casa é já altamente questionável. Além disso a senhora que me liga informa-me que 15 dias em agosto me custam mais que um mês normal. Quando ouvi o preço até gaguejei...lol Perguntei-lhe directamente se me estavam a cobrar mais do que um mês inteiro normal com alimentação incluída ao que me responde com voz de sirigaita: mas é Agosto!!! E apenas perguntei: e??????? e aí a sirigaita pergunta-me a idade do meu filho?!?!?!?


Ou sou eu que estou doida ou esta gentinha é completamente Louca e gananciosa!

Eu tive o cuidado de ir lá com o Luis para o conhecerem e para ver a reacção do Luis, eles disseram-me que tinham acabado de abrir o infantário, eu informei-os que tinha outras mães, de amigos do meu filho também à procura de infantário e que passaria palavra e esta gente atreve-se a querer levar mais que um dos melhores colégios desta cidade, sem terem "casa feita" e ainda por cima nem sequer têm o cuidado de saber que idade tem a criança com cuja mãe falam....


Quem tudo quer tudo perde!

13 comentários:

ines disse...

Isto como deve ser era com o nome de uma forma subtil!

E quanto era? menos 10€ e aí vou eu, pra imbicta tomar conta do Luis! No Porto não sei como é mas por exemplo na escola da minha sobrinha que fecha, em Agosto, paga-se todo o ano para esse mês! Para manutenção, limpezas...! Haja paciência!

Ka disse...

Inês,

Aqui basicamente o que está em causa é a falta de profissionalismo desta gente. Além de não cumprirem com o prometido, não sabem de que criança estão a falar (e este facto só por si já é grave para uma mãe), e ainda por cima querem ganhar tanto como um dos melhores colégios desta cidade, sem terem "casa feita".

é por este tipo de mentalidade que este país não anda para a frente.

beijinhos

joana disse...

Infelizmente as pessoas aproveitam se muito destas situações.Mas para um infantario que acabou de abrir realmente não parece grande coisa.
Espero que consigas arranjar um sitio para o teu filho ficar.
Beijinho e boa semana

joana disse...

Ka tens um mimo no meu cantinho beijocas:)

LeniB disse...

Graças a Deus que nunca tive esse problema....mas imagino a angústia pela qualos pais passam nessas alturas.
bjs

Maria P. disse...

Nunca tive esse problema, por cá a concorrência é muita, estão quase todos a funcionar o ano todo.

Beijoca*

KNOPPIX disse...

É a ganância pelo vil metal a falar mais alto e a tentarem-se aproveitar do desespero de muitos pais que enfrentam todos os anos o sufoco de ende deixarem os filhos, com o fim dos chamados anos lectivos.

Beijinhos e espero que encontres um local que te satisfaça e com a qualidade que o Luis tem direito.

Ka disse...

Joana,

Aqui o que mais irrita é a prepotência e a ganãncia mas...quem tudo quer tudo perde!!
E sim, já arranjei. Ficará no mesmo sítio onde ficou no ano passado :)

Beijinhos e um excelente dia!

ps - miminho? Para mim? Já já vou :)

Ka disse...

Lenib,

No ano passado foi mesmo uma angústia pois ele ainda usava fraldas e ninguém aceita crianças que não tenham sido desfraldadas.
Só relatei este episódio pois irritou-me a prepotência de quem quer iniciar um negócio (sim porque para eles é um negócio) e quer ganhar tudo num mês ainda por cima sem provas dadas!!

Beijoss

Ka disse...

Maria p.

Tens sorte então !!

Beijocas :)

Ka disse...

knoppix my fellow :)

Já arranjei sim, vai ser o mesmo do ano passado! É um bocadinho caro mas trataram bem o Luis e ele gostou :)

Quanto a gente desta não vai longe pois estacidade ainda é pequena e por isso a palavra passa rápido...

Beijinhosss e um excelente dia

GP disse...

É Portugal no seu melhor. Eu fui criada a ouvir o meu Pai dizer que a única coisa em que se começa por cima é a abrir buracos. Sempre dei muito valor a esta frase dele e as senhoras desse infantário querem começar por cima. Começam mal...
Felizmente já resolveste o problema.

Beijinho de saudade

Ka disse...

Graça,

O teu pai tinha tooooda a razão...

Beijinhos