05/06/2007

E por vezes

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes... ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos

(David Mourão-Ferreira)

Porque por vezes...

8 comentários:

LB disse...

Lindo poema este Ka..

Beijinho

KA disse...

Luis,

Ele tem poemas lindíssimos, não tem?

Beijinho

Mocho Falante disse...

olá Ká

E ouvir a Cristina Branco a cantar este poema??? É simplesmente fantástico

beijocas

KA disse...

Mocho,

Nunca ouvi mas imagino que tenhas razão!!

Beijinhos e boas férias :)

Maria P. disse...

É de facto um poema lindíssimo.


Beijinho e boa noite*

A. Jorge disse...

Simplesmente, belo!...

Abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

KA disse...

Maria,

Já me tinha perguntado por onde andavas... :)

Beijinho!

KA disse...

a. jorge,

ainda bem que foi do teu agrado :)

Beijinhos