16/05/2007

Um dia

Um dia, gastos, voltaremos
A viver livres como os animais
E mesmo tão cansados floriremos
Irmãos vivos do mar e dos pinhais.

O vento levará os mil cansaços
Dos gestos agitados irreais
E há-de voltar aos nosso membros lassos
A leve rapidez dos animais.

Só então poderemos caminhar
Através do mistério que se embala
No verde dos pinhais na voz do mar
E em nós germinará a sua fala.

(Sophia de Mello Breyner)

Porque "Um dia" são duas palavfras que me levam sempre a sonhar :)

12 comentários:

Gi disse...

Espero que o vento chegue um dia destes :)
Adoro a SMB , que poderei acrescentar às suas palavras que lhes de mais sentido ou as desvirtue?

Boa escolha ka

beijinhos

KA disse...

Olá Gi,

É uma delicia lê-la não é?

Ainda bem que gostaste da escolha :)

Beijinho

Maria P. disse...

Olá Ka, é verdade o silêncio é o único companheiro na Casa neste momento, perdi um grande Amigo.

Bjinho.

KA disse...

Maria p.

Lamento saber isso... os grandes amigos fazem sempre uma falta enorme...

Beijinho grande

Luís Galego disse...

Porque "Um dia" são duas palavfras que me levam sempre a sonhar :)

animam a alma estas palavras...

KA disse...

Luís,

Ainda bem que animei a alma a alguém hoje :)
Devíamos conseguir fazer isso pelo menos a uma pessoa todos ou dias ...

Beijinho

Rafeiro Perfumado disse...

Eu já vivo como um animal (rafeiro), falta-me só a parte do livre. Sabes onde me sinto assim? Nos Açores, caminhando pelas fajãs de S. Jorge...

Um beijo para ti, KA!

LB disse...

Gosto muito da Sophia.
E "um dia"... será verde, como a esperança?

Beijinho

Entre linhas disse...

Haverá sempre esperança...

Beijinhos Zita

KA disse...

Rafeiro,

Leste o meu 'meme' sobre paraísos naturais? É dos açores que falo...um verdadeiro paraíso!!!

Beijinho Rafa

KA disse...

Luis,

"um dia" pode ser o que nós quisermos porque é sempre "um dia..." :)

Beijinho

KA disse...

Zita,

É mesmo isso...enquanto pensarms "um dia" haverá sempre esperança :)

Beijinho